Blog

Indústria láctea alimenta planta de biogás com soro de leite

A Fluence adicionou digestão anaeróbica à planta de tratamento de efluentes existente numa indústria láctea italiana – sem interromper a produção.

Nossas soluções de geração de energia a partir de resíduos altamente inovadoras e tecnologicamente avançadas proporcionam grandes oportunidades para que as fazendas leiteiras mantenham negócios sustentáveis. Dado que as plantas de biogás utilizam resíduos biodegradáveis como matéria prima para a digestão anaeróbica, as empresas podem economizar dinheiro enquanto cumprem com as normas nacionais e europeias de reciclagem de resíduos.

Este processo de digestão anaeróbica produz não somente o biogás, mas também resíduos de digestão líquida, que consistem em material sem digerir e micro-organismos mortos. O digerido sólido é uma fonte excelente de fertilizante orgânico e pode ser utilizado em lugar dos fertilizantes minerais, reduzindo as emissões dos gases do efeito estufa. Além disso, o acesso ao biogás cria aplicações novas para as fazendas leiteiras, tais como a geração de energia em menor escala para os processos e a revenda.

 

Antecedentes

Latteria e Caseificio Moro é uma fábrica de lácteos e queijos premiada no noroeste da Itália, fundada em 1978. Nos anos 90, a fábrica foi renovada para aumentar a produção. Hoje em dia, a empresa produz leite e uma grande variedade de queijos locais como a ricota, que são distribuídos amplamente em toda Itália central y setentrional. Os produtos da Moro são utilizados por uma variedade de produtores importantes de comida italiana.

Desafios

O soro do leite de scotta é es um subproduto da fabricação da ricota. Ainda que inicialmente era utilizado como alimento para porcos, uma recessão no mercado da carne suína e uma redução no número de criadores de porcos fizeram com que a indústria láctea tivesse que encontrar outra maneira de comercializar o produto. Inclusive contando com uma planta de tratamento de efluentes, a Moro precisava de um método de disposição rentável para o soro do leite de scotta, um problema considerável devido aos altos custos e as rígidas regulamentações ambientais. A Fluence foi convocada para dar uma solução eficiente sem interferir na operação da planta aeróbica existente.

Fonte Tratamentodeagua.com.br

Gostou? Venha conferir as soluções que a Maxtrat oferece para o setor de agronegócios. Clique aqui e saiba mais

Envie sua mensagem para solicitar um orçamento através do formulário abaixo