Blog

Microscopia Aerobia

O sistema de lodos ativados é um dos processos mais eficientes para tratamento de efluentes e o mais utilizado no mundo. O objetivo principal é o equilíbrio de diferentes microrganismos, os quais formam o floco biológico, que por sua vez, ao entrar em uma zona sem aeração, tende a decantar, removendo assim as impurezas orgânicas no efluente.
Quando ocorre um desequilíbrio neste meio, é muito comum que ocorram problemas operacionais tais como:

– Baixa qualidade dos flocos biológicos;
– Crescimento excessivo ou ausência de bactérias filamentosas;
– Presença de espuma sobre a superfície do reator;
– Descontrole de pH;
– Efluente final turvo e/ou com arraste de lodo;
– Baixa eficiência na remoção de DQO/DBO;
– Baixo índice de oxigênio dissolvido;
– Entre inúmeros outros.
Oferecemos uma análise microscópica aeróbia completa, a qual analisa diversos parâmetros importantes do sistema de lodos ativados. Conheça um pouco sobre esta análise:

Parâmetros analisados:

⦁ Parâmetros operacionais da unidade;
⦁ Curva de crescimento bacteriano;
⦁ Caracterização dos flocos biológicos;
⦁ Teste de sedimentação;
⦁ Quali e quantificação de bactérias filamentosas;
⦁ Grânulos de enxofre;
⦁ Quali e quantificação da microfauna;
⦁ Tétrades;
⦁ Bactérias nitrificantes;
⦁ Algas;
⦁ Zoogloea ramigera;
⦁ Espumas;
⦁ Exopolímeros;
⦁ Diagnóstico final completo, com sugestões de melhorias.

Com este relatório você compreenderá a interação entre os diferentes microrganismos bioindicadores presentes no sistema e como essa relação pode implicar na eficiência do tratamento.

Entre em contato conosco e acompanhe de perto este ecossistema microscópico!